Sexta-feira, 31 de Julho de 2009

Anda, Luísa!!!

Luísa sobe,

sobe a calçada,

sobe e não pode

que vai cansada.

Sobe, Luísa,

Luísa, sobe,

sobe que sobe

sobe a calçada.

Saiu de casa

de madrugada;

regressa a casa

é já noite fechada.

Na mão grosseira,

de pele queimada,

leva a lancheira

desengonçada.

Anda, Luísa,

Luísa, sobe,

sobe que sobe,

sobe a calçada

(e por aí fora... para ler o resto do poema, clique aqui)

Calçada de Carriche (excerto), António Gedeão in Poesias Completas

 

Pelo ritmo que a minha vida anda a tomar nestes últimos tempos, começo a desconfiar se afinal o meu nome não será mas é, Luísa!!

Jo

Hoje sinto-me: Uma Luísa
Catálogo de vôos: , ,
Segunda-feira, 27 de Julho de 2009

A Minha Saudade Tem o Mar Aprisionado

Monte Brasil, Ilha Terceira, Açores - Foto de João Costa

A minha saudade tem o mar aprisionado
na sua teia de datas e lugares.
É uma matéria vibrátil e nostálgica
que não consigo tocar sem receio,
porque queima os dedos,
porque fere os lábios,
porque dilacera os olhos.
E não me venham dizer que é inocente,
passiva e benigna porque não posso acreditar.
A minha saudade tem mulheres
agarradas ao pescoço dos que partem,
crianças a brincarem nos passeios,
amantes ocultando-se nas sebes,
soldados execrando guerras.
Pode ser uma casa ou uma rede
das que não prendem pássaros nem peixes,
das que têm malhas largas
para deixar passar o vento e a pressa
das ondas no corpo da areia.
Seria hipócrita se dissesse
que esta saudade não me vem à boca
com o sabor a fogo das coisas incumpridas.
Imagino-a distante e extinta, e contudo
cresce em mim como um distúrbio da paixão.

José Jorge Letria, in
"A Metade Iluminada e Outros Poemas"

 

Catálogo de vôos: , , , ,
Palavra de Joanina às 04:09

link do post | bote palavra | ver palavra botada (9) | favorito
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

Quadras

António Aleixo (1899-1949)

 

Enquanto o homem pensar
que vale mais que outro homem,
são como os cães a ladrar,
não deixam comer, nem comem.

 
O mundo só pode ser   
melhor do que até aqui,
- quando consigas fazer
mais p'los outros que por ti!
 
Para não fazeres ofensas  
e teres dias felizes,
não digas tudo o que pensas,
mas pensa tudo o que dizes.
 
Entre leigos ou letrados,  
fala só de vez em quando,
que nós, às vezes, calados,
dizemos mais que falando.
 
Queremos ver sempre à distância   
o que não está descoberto,
Sem ligarmos importância
ao que está à vista e perto.
 
Porque será que nós temos   
na frente, aos montes, aos molhos,
tantas coisas que não vemos
nem mesmo perto dos olhos?
 
Quem prende a água que corre
É por si próprio enganado;
O ribeirinho não morre,
Vai correr por outro lado.
 
Que importa perder a vida
na luta contra a traição
se a razão mesmo vencida
não deixa de ser razão
 
Quadras sempre actuais, autênticas lições de vida, da autoria do grande poeta popular português, António Aleixo.
 
Hoje sinto-me: Poética
Catálogo de vôos:
Palavra de Joanina às 04:56

link do post | bote palavra | ver palavra botada (6) | favorito
Sexta-feira, 3 de Abril de 2009

Confiança cega

  

Jo (1 ano) e M. Jesus (15 anos) - Foto do meu albúm pessoal

 

 À M. Jesus

 

Eu confio que me vês, e olhas por mim

Com esse olhar de meiguice
Com que em tempos me velaste o sono e a vida
E sei que à noite
A brisa morna que me roça o rosto imediatamente antes de adormecer
É o teu beijo que me aconchega
 
Eu sinto
Quando o calor e a paz das tuas asas me envolve
E voo contigo, deixo-me levar,
Porque em ti confio cegamente
 
Eu descrutino em cada silêncio
O som da tua voz que me diz que avance sempre que hesito
E sigo em frente
Porque sei que o teu amor ainda me protege e sustem
Nunca me abandona ou de mim desiste
 
Eu sei de cor o teu cheiro, o timbre da tua voz,
O teu riso, o teu sorriso
Sei o toque das tuas mãos, cada pormenor do teu rosto
Todas as formas do teu corpo
 
Eu tenho-te guardada mim
O meu corpo de criança ainda colado ao teu
Nós duas numa união perfeita
Intocável
E o tempo parado no instante em me deste o teu colo pela primeira vez
 
Paula Belnavis (Joanina)

 

Este poema vem na sequência do desafio a respeito da Confiança, que a Maria João do Poetaporkedeusker e do Premios e Medalhas (seu outro blog), já há algum tempo atrás me propôs, e ao qual eu ainda não tinha respondido.
 
Hoje sinto-me:
Catálogo de vôos: , , , ,
Palavra de Joanina às 05:29

link do post | bote palavra | ver palavra botada (2) | favorito
Sábado, 14 de Março de 2009

Ser Feliz... Apesar de tudo

     Lágrima (Pastel sobre Canson, 40x28cms)

               Maria João Brito de Sousa

 

Eu sou feliz, mas, não... feliz não estou.

Tantos velhos amigos me partiram...

Tantas horas magoadas me impediram

As muitas gargalhadas que não dou...

 

No entanto, esta tarde, o sol brilhou

E outros velhos amigos me sorriram...

Feliz? Serei então (se mo pediram...)

Quando eu puder dizer que já passou.

 

Contudo, mesmo em mágoa, se chorando,

Eu sinto estar a dar o meu melhor

E encontro sempre tempo para amar,

 

Talvez possa dizer-vos que, sonhando,

Penso que `inda podia ser pior

E até sou feliz mesmo a chorar...

 

Maria João Brito de Sousa in Poetaporkedeusker

 

(para ver mais quadros da pintora/poetisa visite a sua galeria online aqui)

 

Catálogo de vôos: , , ,
Palavra de Joanina às 23:59

link do post | bote palavra | ver palavra botada (3) | favorito

Joanina (sem agá), sou eu!

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Vôos recentes:

Súplica

Não venhas sentar-te à mi...

Será? (que sabes que hoje...

Ode ao Gato

O meu olhar azul como o c...

Anda, Luísa!!!

A Minha Saudade Tem o Mar...

Quadras

Confiança cega

Ser Feliz... Apesar de tu...

Vôos passados:

Dezembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Catálogo de vôos

todas as tags

Pesquisa:

 

Altos vôos:

SER FELIZ... APESAR DE TU...

O CULTIVO DAS ROSAS

Eternamente

Carta à minha tia Bió

Carta para a minha Mina K...

O POETA E O GATO

És isto.. E muito mais!

À «Joanina» dos Açores

Oh minhas meninas, Helloo...

Para onde vôo:

blogs SAPO