Domingo, 12 de Outubro de 2008

Baby Mama

 

 

PG-13 | 1hr 39min | Comédia

Produtor:  John Goldwyn, Lorne Michaels

Argumento: Michael McCullers

Director: Michael McCullers 

Com: Tina Fey, Amy Poehler, Gerg Kinnear, Dax Shepard, Romany Malco, Sigourney Weaver e Steve Martin

Pode dizer-se que Baby Mama é uma comédia à boa maneira de Hollywood, com um tipo de humor algo previsível, e em alguns momentos até talvez um pouco monótono. No entanto gostei do filme e aconselho a que vejam pois o verdedeiro encanto desta película reside não no seu argumento, mas nos pormenores e detalhes da actuação das duas protagonistas, Tina Fey e Amy Poehler, e na sua interacção com os actores que representam alguns dos papeis secundários, entre eles Sigourney Weaver e Steve Martim.  

Apesar da previsibilidade, Baby Mama consegue ter alguns momentos hilariantes que nos fazem soltar umas boas gargalhadas. É um filme que trata de uma forma bem disposta, assuntos como gravidez, infertilidade, barrigas de aluguer, amores e desamores, tendo à mistura algumas peripécias e mentiras pelo meio, mas no final tudo acaba bem... Como já seria de prever.

Apesar de tudo, e na minha opinião, este filme representa uma sugestão agradável, descomplicada e leve para passar um descontraído serão de final de semana.

Jo

 

Catálogo de vôos:
Palavra de Joanina às 05:00

link do post | bote palavra | ver palavra botada (2) | favorito
Terça-feira, 2 de Setembro de 2008

Mamma Mia!

 

 

PG-13 | 1hr 48min | Comédia
Produtor:  Judy Craymer, Gary Goetzman

Argumento: Catherine Johnson

Director: Phyllida Lloyd 

Com: Meryl Streep,  Amanda Seyfried, Pierce Brosnan, Colin Firth, Stellan Skarsgar, Christine Baranaki, Julie Waters

Este filme é a adaptação para o cinema do musical do mesmo nome, que já foi visto por mais de 30 milhões de pessoas em todo o mundo. Trazendo de novo à cena, as nunca fora de moda, melodias no famoso grupo sueco os ABBA, esta película, na minha opinião, está destinada ao sucesso, e destinada a fazer as delícias das mais variadas audiências. Com um elendo de luxo, encabeçado pela actriz Meryl Street, este filme, que tem como cenário uma idílica ilha Grega, conta a história de uma mãe, uma filha e 3 possíveis pais.

Vi Mamma Mia! no fim de semana passado, e sinceramente, pouco me importa que a crítica tenha dito que o filme era medíocre, que os pormenores da história não fazem sentido e não batem certo entre si, e pouco me importa também que digam que a música dos Abba é pirosa. Eu, simplesmente adorei!

Este filme, no seu conjunto é mais do que um filme, é puro entretenimento, e eu não vejo nada de mal em relaxarmos numa cadeira de uma sala de cinema, e sem mais preocupações, nos deixarmos entreter. Os bons filmes não tem de ser sempre trágicos, violentos, e com argumentos pesados que façam muito sentido. Os bom filmes, também podem ser aqueles que são simplesmente alegres, leves e com finais felizes. Mamma Mia! é isso e ainda é mais, pois é um dos raros filmes que tem o condão de nos colocar um sorriso leve nos lábios logo nos seus minutos iniciais, e fazer com que esse sorriso aí, e assim, permaneça até ao "cair do pano".

Este é um filme que me fez rir, enternecer, emocionar, recordar, e ter vontade de aplaudir no final. É um filme sobre amor e amizade, e é um filme que vivamente aconselho que vejam. Estreia em Portugal, na próxima Quinta-feira, 4 de Setembro.

Jo

 

Catálogo de vôos:
Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

The Dark Knight

 

 

PG-13 | 2hr 32min | Acção/Aventura
Produtor:  Charles Roven, Emma Thomas, Christopher Nolan

Argumento: Jonathan Nolan, Chirstopher Nolan

Director: Christopher Nolan

Com: Christian Bale, Heath Ledger, Aaron Eckhart, Maggie Gyllenhaal, Michael Caine, Morgan Freeman 

Definitivamente este não é o meu tipo de filme favorito, mas é decididamente  um óptimo filme, que para surpresa minha, me prendeu à tela  desde o seu início até ao final! Devo dizer que o filme é brilhante em vários sentidos e excedeu em muito as minhas expectativas pois, como já afirmei, não me costumo render ao género.

Este filme difere em muito dos filmes iniciais do Batman, que eram pouco mais do que uma tranposição dos livros de banda desenhada para o cinema, sem muito adicionarem à trama. Em contrapartida The Dark Knight é um filme soturno e complexo, quase real, onde um herói e um vilão lutam entre si de igual para igual, deixando-nos até ao fim na incerteza de quem será o vencedor: se o Bem, se o Mal.

Heath Leadger, actor que desempenha o papel do Joker o mau da fita, tem uma actuação absolutamente brilhante e com ela acrescenta toda uma nova dinâmica à película. Este foi o último papel do actor, antes de falecer em 22 de Janeiro deste ano, e não será despropositado pensar que lhe poderá mesmo valer uma nomeação para Óscar de Melhor Actor num Papel Secundário, a título póstumo.

Na minha opinião, The Dark Knight é, sem sombra de dúvidas, um filme inesquecível, cheio de surpresas inesperadas, que vale a pena ver.

Jo

 

   Heath Ledger no papel de Joker

 

Catálogo de vôos:
Palavra de Joanina às 01:59

link do post | bote palavra | favorito
Domingo, 8 de Junho de 2008

Sideways

 

 

 

R | 2hr 07min | Comédia
Produtor:  Michael London

Argumento: Jim Taylor, Alexander Payne

Director: Alexander Payne

Com: Paul Giamatti, Thomas Haden Church, Virginia Madsen, Sandra Oh

Esta comédia data do ano de 2004. Na altura, muito aclamada pela crítica, foi moneada para cinco Óscares da Academia, levando para casa o de Melhor Argumento Adaptado. O argumento que lhe valeu o galardão é da autoria da dupla Jim Taylor/Alexander Payne, e é baseado no livro com o mesmo título, da autoria de Rex Pickett.

Sideways, é um filme cómico, mas ao mesmo tempo, humano, real e comovente. Os personagens são tratados de uma forma profunda e com conteúdo, sem exageros por um lado, mas por outro lado também, sem limitações. É um daqueles filmes em que as interpretações dos actores são de tal forma intensas, que damos por nós a não conseguir imaginar nenhum outro actor interpretando aqueles papéis.

Na minha opinião, altamente recomendável este filme. Depois de o vermos atentamente até ao final, fica em nós ainda, a rara sensação de que gostaríamos de o voltar a ver de novo.

Como nota de curiosidade acrescento, que este filme, foi todo rodado na região da Califórnia onde me encontro a viver. Buelton, que é onde se passa a maior parte da acção, é a cidade mais próxima de Lompoc. Já lá estive inúmeras vezes. Conheço bem também o hotel onde os protagonistas ficam hospedados, e inclusivé, há cerca de 3 semanas atràs estive a jantar no Hitching Post, que é o restaurante onde decorrem várias cenas. Partes deste filme foram  também filmadas aqui em Lompoc, e foi engraçado para mim poder identificá-las, e ver assim retratadas num filme que é de grande qualidade, paisagens que fazem parte do meu dia a dia.

A quem não viu ainda, aqui fica a sugestão: Sideways, uma comédia agridoce!

Jo

 

Catálogo de vôos:
Palavra de Joanina às 01:13

link do post | bote palavra | favorito
Domingo, 18 de Maio de 2008

Walk Hard - The Dewey Cox Story

 

                   

 

R | 1hr 36min | Comédia Musical
Produtor: Judd Apatow, Jake Kasdan, Clayton Townsend

Argumento: Judd Apatow, Jake Kasdan

Director: Jake Kasdan

Banda Sonora: Michael Andrews

Com: John C. Reilly, Jenna Fischer, Raymond J. Barry and Kristen Wiig.

Walk Hard é uma satira à fórmula das cinebiografias de músicos célebres tais como Ray e Walk the Line. Como tal, se não tivermos visto estes dois filmes posteriormente, corremos o risco de nos perder um pouco no contexto de piadas em que o filme se baseia.

O personagem principal deste filme, interpretado pelo actor John C. Reilly, é Dewey Cox, que é uma mistura que oscila entre Ray Charles e Jonny Cash, com passagens, por sinal muito bem conseguidas, por Bob Dylan e Jim Morrison.

A banda sonora do filme é de grande qualidade, elaborada e interpretada com detalhe e requinte. 

Achei o filme em algumas partes, principalmete para o final, um pouco monótono e de humor quase previsível,  mas se estamos num daqueles dias em que vamos à procura de um filme de puro e descomplicado entertenimento, este é decerto o filme a eleger. É um filme que nos faz abanar o pézinho ao compasso da música, faz-nos sorrir frequentemente e consegue arrancar-nos algumas boas gargalhadas.

Uma receita descontraída, para acompanhar uma grande tigela de pipocas, e passar um agradável serão de fim de semana.

Jo

 

Catálogo de vôos:
Palavra de Joanina às 06:34

link do post | bote palavra | ver palavra botada (9) | favorito

Joanina (sem agá), sou eu!

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Vôos recentes:

Day off

Ainda a respeito do Ice A...

Ice Age 3: Dawn of the Di...

Elegy

Filmes

Baby Mama

Mamma Mia!

The Dark Knight

Sideways

Walk Hard - The Dewey Cox...

Vôos passados:

Dezembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Catálogo de vôos

todas as tags

Pesquisa:

 

Altos vôos:

SER FELIZ... APESAR DE TU...

O CULTIVO DAS ROSAS

Eternamente

Carta à minha tia Bió

Carta para a minha Mina K...

O POETA E O GATO

És isto.. E muito mais!

À «Joanina» dos Açores

Oh minhas meninas, Helloo...

Para onde vôo:

blogs SAPO