Sexta-feira, 7 de Novembro de 2008

A preto e branco

 

 

Esta história é a preto e branco e começa assim:

Há cerca de 10 anos atrás conheci um homem maravilhoso... Esse homem é afro-americano, assim como o é toda a sua família, que por laços de amor e afinidade se tornou a minha familia também. Sim, a minha família também, porque esse homem maravilhoso que eu conheci então, hoje é meu marido. 

O amor quando verdadeiro não conhece raças ou credos, e embora a nossa jornada nem sempre tenha sido a mais fácil, tudo conseguimos ultrapassar e superar, porque o que nos une é um amor verdadeiro. 

Hoje já todos se habituaram a ver-nos juntos, e agora quando alguém olha para nós, eu sinto que vê simplesmente um casal como outro qualquer, um casal que se ama e é feliz. Mas nem sempre foi assim... No início, porque nos conhecemos e começamos a namorar numa terra pequena onde todos se conhecem e o que sai da "normalidade" esperada salta à vista, sentimos por vezes o quanto pesa e custa, ser diferente... Onde quer que estivéssemos, havia sempre um olhar, um esgar, até às vezes mesmo uma exclamação menos simpática, que nos fazia tomar a consciência de que nós não eramos considerados um casal como os outros, e isso  apenas e sómente, porque as nossas peles não tinham a mesmo côr!

Foram tempos algo difíceis em que, hoje e aqui pela primeira vez admito,  em que muitas vezes optamos por ficar em casa e não sair, para não termos de ser confrontados com atitudes que para nós não faziam sentido, mas que ao mesmo tempo nos causavam constrangimento e desconforto. Felizmente, tudo passou... Às vezes diziam-me os mais chegados, que tudo passaria quando "as pessoas" se habituassem a ver-nos juntos... E assim foi. Mas lá por ter passado, não quer dizer que não tenha marcado e causado alguma mágoa e desgosto. E não quer dizer, que às vezes não deixe ainda na boca um travo amargo, e não cause uma pontinha de sofrimento. Mesmo passados todos estes anos! 

No entanto tudo valeu a pena, e agora eu vejo, eu sei,  que no dia em que conheci o homem que hoje é meu marido, eu fui abençoada por um qualquer poder divino!  É que hoje, e graças a isso, para além de ter um companheiro de vida fantástico, eu tenho também a sorte, e a felicidade, de fazer parte de uma família excepcional que me recebeu de braços abertos, e que desde o primeiro momento me acarinhou.

Os meus sogros, a quem eu chamo de mom e dad, chamam-me a mim de my child... Assim como o chamam a cada um dos seus 5 filhos. Os meus cunhados chamam-me de sister...  (À excepcao do meu cunhado mais novo que me chama de big sister... Não,não por eu ser uma rapariga avantajada de peso, mas porque eu sou a mulher do seu big brother) E os meus sobrinhos,  são crianças lindas de todas as idades, que me chama de aunt ou auntie... Eu sou acolhida nesta família como filha, como irmã, como tia, como IGUAL!!! E sou acolhida sem reservas, de alma pura e coração aberto. Eu sou parte deles, e eles parte de mim... A todos também acolho. A todos amo. 

De cada vez que estamos juntos, eu percebo o quanto sou priveligiada por com eles poder partilhar, e através deles ter oportunidade de viver e conhecer, a sua cultura, os seus costumes e as suas tradições, que tanto me fascinam. Isso a mim só me torna uma pessoa mais rica, um ser humano melhor. Com eles tenho aprendido generosidade, igualdade, esperança, perseverança, fé, e amor!... E há dois dias atrás, porque sou uma deles, com grande orgulho e honra, com eles partilhei lágrimas e rejubilei de alegria. 

Yes, Mom, this is The Dream!!!

Yes, my beloved sis' Cathy, now you can tell your children, "you have no limitations"!

Thank you for having me as part of your family. I love you all.

 

A "branca mais preta da América" (como o Husband me chama),

Jo

 

À minha familia B. na Florida, em Washington e na Jamaica.

Ao meu homem, meu companheiro e meu Husband dear.

 

Palavra de Joanina às 04:31

link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Joanina (sem agá), sou eu!

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Vôos recentes:

Caso ainda não tenham not...

Caso ainda não tenham not...

Feijoada de Frango

"Only divine order here."...

É tudo farinha do mesmo s...

Walk-n-Tone

Oráculo Chinês

Honestamente

Súplica

Um dia

Vôos passados:

Dezembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Catálogo de vôos

todas as tags

Pesquisa:

 

Altos vôos:

SER FELIZ... APESAR DE TU...

O CULTIVO DAS ROSAS

Eternamente

Carta à minha tia Bió

Carta para a minha Mina K...

O POETA E O GATO

És isto.. E muito mais!

À «Joanina» dos Açores

Oh minhas meninas, Helloo...

Para onde vôo:

blogs SAPO