Sexta-feira, 1 de Janeiro de 2010

Mensagem de Ano Novo

Para terminar o ano "em beleza", ontem, mais dois gatos foram parar ao gatil da VIVA devido ao facto da dona ter perdido o emprego e consequentemente a casa, o que faz com que neste momento esteja a viver no carro, lutando para sobriver com um parco cheque da segurança social e a ajuda da caridade alheia.  Este infelizmente não é um caso isolado, sendo de facto  o quarto no género com que tivemos de lidar nos últimos tempos, consequências todos eles de uma crise económica que não é decerto novidade para ninguém.

Todos os dias, sentados no conforto das nossas salas de estar, assistimos ao desfilar de notícias que são os sinais dos tempos que atravessamos... Fábricas que fecham, despedimentos em massa, casas e bens penhorados pelos bancos, vidas postas em stand by à espera de tempos melhores que queremos acreditar ainda estarão para vir. Ficamos chocados, solidários, mas seguimos em frente, pois afinal é assim a vida... E porque afinal a verdade é que de certa forma já nos tornamos todos quase que imunes no que toca à desgraça alheia traduzida em forma de matéria para "encher" telejornais de horários nobres.

Mas tudo muda de figura quando essa desgraça toma um rosto, quando a vemos e ouvimos contada na primeira pessoa, quando a olhamos olhos nos olhos e lhe pressentimos a tristeza e o desalento. Aí não lhe podemos mais ser indiferentes pois percebemos que afinal ela acontece mesmo, e o que é mais assutador, a pessoas como nós. Nesse momento revelador em que a notícia deixa de ser notícia e passa a ser um facto real e palpável, vemos que tudo afinal é mesmo efémero, e que a nossa realidade e as nossas certezas de hoje podem não ser de todo as mesmas de amanhã... A nossa vida, e tudo o que possamos possuir, não passa mesmo de um castelo de cartas que pode ruir em segundos com o mais breve sacão do destino ou da vida!...

Ontem foi um dia triste, e cheguei a casa com o meu ainda coração confrangido pelo pranto daquela mulher que podia muito bem ter sido eu, num tempo não muito distante da minha vida em que só contava com o fruto do meu trabalho para me sustentar a mim, e aos meus gatos. Ontem quando entrei na minha casa, (esta casa que não está de todo ainda decorada como eu gostaria que estivesse e que ainda tem um quarto vazio porque não temos mobília para lá pôr), e achei-a a mais linda e acolhedora casa do mundo! Ontem a minha Ceia de Fim de Ano, feita à pressa porque tive de trabalhar todo o dia, pareceu-me a mais requintada e deliciosa das refeições! Ontem de cada vez que o aquecimento central disparou eu senti-me a mais sortuda das mulheres!  E à noite quando me deitei, a minha cama pareceu-me a mais macia e quente das camas... E o ronronar do meu gato encostado aos meus pés deu-me uma paz indescritível!

Eu sei que esta é a altura do ano em que por tradição desejamos que todos sonhos se realizem e todos desejos se concretizem, mas numa época em que tudo é tão incerto e em que tanta gente luta para conseguir ter apenas o suficiente para poder manter e viver uma vida com o mínino de diginidade, eu não ficaria em paz com a minha consciência se me deixasse levar pelo calor do momento e fosse muito ambiciosa nos meus votos para 2010. Como tal, e se me permitem, vou ser modesta e vou-me ficar pelo básico... Assim sendo, este ano o que desejo para mim e para todos, é: Um tecto que nos abrigue, um lar que nos dê segurança, meios de subsistência que nos permitam viver uma vida com um mínimo de conforto, e "pão" nas nossas mesas todos os dias. Que nunca percamos a coragem e a esperança!

Feliz Ano Novo!

Jo 

  

Catálogo de vôos:
Palavra de Joanina às 03:58

link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Joanina (sem agá), sou eu!

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Vôos recentes:

Caso ainda não tenham not...

Caso ainda não tenham not...

Feijoada de Frango

"Only divine order here."...

É tudo farinha do mesmo s...

Walk-n-Tone

Oráculo Chinês

Honestamente

Súplica

Um dia

Vôos passados:

Dezembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Catálogo de vôos

todas as tags

Pesquisa:

 

Altos vôos:

SER FELIZ... APESAR DE TU...

O CULTIVO DAS ROSAS

Eternamente

Carta à minha tia Bió

Carta para a minha Mina K...

O POETA E O GATO

És isto.. E muito mais!

À «Joanina» dos Açores

Oh minhas meninas, Helloo...

Para onde vôo:

blogs SAPO