Segunda-feira, 20 de Outubro de 2008

Nacionalidade: Portuguesa

 

 

Embora possa parecer que sim, eu não estou a fazer publicidade à McDonald's. Quer dizer,  é verdade que este vídeo faz parte de uma campanha de publicidade da cadeia de fast food que dá pelo mesmo nome e  que aqui nos E.U.A começou na altura em que estavam a decorrer os Jogos Olímpicos de Bejing, mas a minha intenção ao publicar aqui este vídeo, não é de todo fazer publicidade à dita. Até porque "a dita" dispensa bem que eu lhe faça qualquer tipo publicidade...

A razão de eu publicar aqui este video é única e simplesmente porque a música que o acompanha é cantada em português. "Ela é minha menina", é o nome da canção que dá voz a este comercial que tem o nome de "Victory", e é interpretada pelo grupo brasileiro "Os Mutantes". 

Para quem está em Portugal, ou no Brasil, isto pode não representar grande coisa e não ter grande relevância, mas para mim, que estou a viver num país estrangeiro, garanto-lhes que é uma emoção ver este comercial passar na TV, e nele poder identificar a minha língua-mãe!  

Ao fim de um dia em que em todo o lado aonde fui eu só ouvi falar, e só falei, inglês, ligar a TV  e ouvir, ainda que seja só por 1 minuto e 2 segundos, a língua com a qual eu me identifico, é algo que eu não sei bem explicar... É como se em mim disparasse um gatilho que me transporta À Pátria, e ao mais fundo de mim própria!... Cresce em mim um orgulho, uma alegria, e eu fico ali, inteira, com todos os meus sentidos todos apurados, a beber as palavras, enquanto cada um dos meus poros transpira patriotismo!...

São engraçados, desconcertantes, e ao mesmo tempo misteriosos, estes sentimentos que quem está longe do seu país natal experimenta... E por mais que se diga que se compreende, só se lhes entende a verdadeira essência quando os vivemos na primeira pessoa!... É interessante verificar, que pelo facto de estarmos longe de tudo o que nos identifica, pequenas coisas como esta atingem proporções quase exarcebadas, e palavras como Pátrialíngua-mãe podem atingir siginificados tão sérios e profundos!... 

Mas é ao mesmo tempo algo triste sentir que na maior parte das vezes é necessário que deixemos  o nosso país, para que percebamos o verdadeiro significado e a verdadeira importância, que tem para nós aquela linha que se encontra impressa nos nossos B.I. e que reza o seguinte:

Nacionalidade: Portuguesa.

Jo

 

Hoje sinto-me: Portuguesa... Sempre!
Catálogo de vôos: , , ,
Palavra de Joanina às 05:00

link do post | bote palavra | favorito
|
17 comentários:
De leuqar a 20 de Outubro de 2008 às 11:35
É realmente deve custar não ouvir a nossa lingua... também tenho uma amiga que está emigrada e diz que ouve algo em portugues fica logo com a orelha arrebitada
De Joanina a 21 de Outubro de 2008 às 06:17
E isso mesmo!!! E assim como que andar sempre com uma antena!
Bj da Jo
De poetaporkedeusker a 20 de Outubro de 2008 às 12:32
Ai, Jo! Fizeste-me arrepiar com este post. A sério. Pus-me a imaginar o que seria este meu estranho "eu" nas mesmas condições e ... caramba! Foi como se estivesse a sentir tudo, tudo, tudo o qe disseste!
Beijinho de uma outra Portuguesa... Sempre!
De Joanina a 21 de Outubro de 2008 às 06:20
E, Minha Poeta, esta coisa de se ser Portuguesa... Sempre, e algo complicado e misterioso! Ainda bem que entendeste o que eu quis dizer... Com a tua sensibilidade também não seria de esperar outra coisa. Mas fico feliz por me ter feito entender...
Bj da Jo
De poetaporkedeusker a 21 de Outubro de 2008 às 12:16
!!!
De lovenox a 20 de Outubro de 2008 às 17:15
Ainda não pensou comprar uma parabólica? por meia duzia de tostões pode apanhar o astra e ver a rtp internacional for free...
De Joanina a 21 de Outubro de 2008 às 06:31
Love, por acaso já pus essa hipótese, mas não fui para a frente com ela pois as vezes quanto mais nos prendemos as coisas que deixamos, mais difícil e a nossa adaptação! Mas no entanto mesmo que eu tivesse a rtp internacional isso não alteraria nada do que eu aqui disse. Ter esse canal seria mais ou menos como quando eu venho aos blogs, ao SAPO, aos jornais online e ai sei que vou encontrar coisas de Portugal... A mim o que me emociona, e ver ou ouvir, num contexto inesperado como num canal de TV americano, algo com o qual eu me identifico como portuguesa, percebe?... Olhe, outro dia aconteceu-me o mesmo quando por exemplo vi na CNN o Durão Barroso!
Espero agora ter-me feito entender... De qualquer modo agradeço a sugestão . Será talvez uma coisa a considerar no futuro.
Bj da Jo
De Miga Edu a 20 de Outubro de 2008 às 17:28
Miga, embora não sendo emigrante, compreendo-te perfeitamente, pois é a melhor coisa do mundo estarmos em terras estrangeiras e vermos a nossa lngua escrita, falada, cantada ou até os nossos rostos em fotos. Passei por isso recentemente, e não é que de tudo o que vi, todos os dias me lembro dos portugueses que conheci, das lojas portuguesas, dos nomes portugueses, da nossa comida. Era mais forte do que nós, irmos à zona onde haviam portugueses. Sabia tão bem!!!
Ainda mais quando eles escasseiam.
De Joanina a 21 de Outubro de 2008 às 06:34
E Miga, e como se andássemos inconscientemente sempre a procura de nos próprios !!! E depois quando finalmente encontramos algo, da uma alegria...
Bj da Jo
De Azoriana a 20 de Outubro de 2008 às 19:54
Realmente só quem passa pelas situações é que sabe dar o valor. Eu não estive fora da ilha muito tempo mas sentia assim uma saudade quando estava fora e até parecia ver pessoas conhecidas onde eu estava mas não eram as mesmas. Eram uma espécie de visões.

Ah, mas deu-se agora aqui um "relâmpago", que não provocou trovão (e de repente lembro-me que não há Trovão à vista) na minha mente, de que se eu soubesse, ou lembrasse bem, do inglês que aprendi outrora fazia algumas traduções ao meu "bloguezi". O que me vale é a bondade de Kathie Baker que de vez em quando me faz umas gentis traduções. Deve-se ver grega para entender as minhas "entrelinhas" mas lá que consegue, consegue.

O teu "husband" é que deve ser perito em inglês e muito te valeu para ficares também uma "amaricana" bem entendida aí nas conversas. Não deixes esquecer a tal nacionalidade: portuguesa!

Beijinhos
De Joanina a 21 de Outubro de 2008 às 06:42
Também a mim a principio me dava como que essas visões de pensar que via pessoas conhecidas!!! E muito estranho... Agora não, felizmente essa fase já passou, pois as vezes ate era como que cansativo. Dava comigo a procura de ver caras conhecidas em Los Angeles, vê lá tu!!! Era o mesmo que procurar agulha num palheiro!
Quanto ao meu inglês... Pois ele ainda e um bocado macarrónico e agora entao estou numa fase que dei para misturar as duas língua, o que as vezes e muito embaraçoso . Mas acho que e o facto de eu falar muito mais em inglês do que em português, o cérebro começa a ligar-se mais na outra língua. E triste... Agora as vezes já dou comigo um bocado, ya , yes sure que sim!
Bj da Jo
De propagandaearte a 20 de Outubro de 2008 às 23:27
Oi, Jo!
É quase inacreditável que o Mac esteja usando uma música brasileira em sua campanha ...nos Estados Unidos!
Ainda mais sendo um sucesso da década de 1960, se não me engano. Os Mutantes eram o início do rock brasileiro. Hoje é Rita não é mais aquela "gatinha", mas é a "vovó do rock brasileiro"e ainda continua fazendo muita coisa legal.
Fiquei satisfeito de ter assistido o comercial. Apesar de ser publicitário e estar sempre acompanhando o que acontece na propaganda no Brasil e no mundo, não dá pra saber de tudo.
Valeu.
Foi ótimo assistir.
Um abraço do Marco.
:o)
De Joanina a 21 de Outubro de 2008 às 06:47
E verdade, Marco!! A Mac esta utilizando essa musiquinha já velhinha, mas que tem o ritmo quente e colorido dai do seu pais natal, nosso pais irmão!
Eu ate pensei que a campanha fosse worldwide , mas pelos vistos parece que não e!! E mesmo só uma campanha nacional, pelo menos por enquanto... O que ainda torna o facto mais surpreendente!
Fico feliz que tivesse gostado de ver!
Bj da Jo
De Moira a 20 de Outubro de 2008 às 23:52
Ao ler este teu post de hoje, não resisto a contar-te uma situação que se passou comigo há uns anos atrás. Em 1990 estava eu na Alemanha a estudar, não tinha nenhum colega que falasse português e o mais parecido era o castelhano, lingua que aprendi na altura, melhor do que o alemão... Os dias passavam-se bem, mas à noite, quando ficava só as saudades da família aumentavam de dia para dia, na altura, como quase todos os estudantes não tinha um tostão furado e os telefonemas para a família eram de longe a longe, as cartas, escreviam-se folha atrás de folha, eram verdadeiros testamentos que davam um enorme prazer a escrever e ainda mais a ler. Uma certa noite, no meu rádio de pilhas, passou uma música meio pimba e já antiga da Linda de Suza, creio que dava pelo nome de Uma Mala de Cartão, as lágrimas cairam pela cara abaixo, e no dia seguinte andei a cantarolar a música, senti-me tão longe e ao mesmo tempo tão perto...
Para muitos portugueses, para aqueles que passam a vida a dizer que lá fora é que é, e que o que é nacional não presta, gostaria que passassem pela experiência de pelo menos uma vez na vida viverem noutro local, longe da sua terra, longe da sua família, longe das nossas tradições, creio que só saberiam o que é ser português.
Um grande beijinho desde Lisboa
De Joanina a 21 de Outubro de 2008 às 06:58
Cara Moira,
Não pude deixar de me emocionar com o seu comentário!! Obrigada por partilhar comigo a sua experiencia, e o que sentiu quando esteve numa situação que em muito se assemelha a que eu agora me encontro. Acredite que as suas palavras me fizeram sentir que afinal, e pelo menos no sentir, estamos todos tão próximos!
Concordo 100% consigo quando diz que certas pessoas precisavam de passar pela experiencia do "ser emigrante", para que entendessem melhor o real valor que tem o nosso Portugal!
Obrigada pela visita!! Volte sempre!
Bj da Jo
De carmencita a 21 de Outubro de 2008 às 22:12
Te entendo, pois senti isso na pele.
Em 1990, pedí licença não remunerada no trabalho e fui ficar 6 meses com o meu então marido piloto, que voava na Royal Air Marocco, em Casa Blanca Marrocos, um país árabe com a cultura gritantemente diferente do nosso, imagine árabe, ou francês, com sotaque árabe.
Eu e meu filho então com 5 anos, assistíamos direto, milhares de vezes a mesma fita VHF que levamos, com o Jornal Nacional, e os mesmos capitulos de novela, dava a sensação que estavamos no Brasil, meu filho, chegou a decorar as falas dos protagonistas é duro né, por melhor que seja outro país, nossa comidinha, lingua mãe bate uma saudade ainda que eu fiquei por pouco tempo, pois ai estourou a guerra no golfo, que refletiu lá claro país árabe, a história é longa, mas só para ilustrar,e voltamos todos pra casa.
Até que ficou legal a propaganda, mas como eles também não entendem nada, a letra da música não tem muito a ver né, mas é bonitinha.Bjss
De Joanina a 24 de Outubro de 2008 às 01:46
Na minha opinião só mesmo quem sente na pele e que entende verdadeiramente.
Eu imagino como dever ter sido difícil para si viver num pais com uma cultura tão diferente!! Aqui não e como lá e mesmo assim eu as vezes sinto um choque cultural!!! Então como não deve ser num pais desses!!!
Eu pensei ate que esta campanha publicitaria fosse a nivel mundial, mas afinal parece que nao... E interessante terem escolhido esta musiquinha, nao e?
Bj da Jo

Comentar post

Joanina (sem agá), sou eu!

Carimbo de vôo:

O Blog da Joanina
Selo

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)

Horas de vôo:

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Vôos recentes:

Caso ainda não tenham not...

Caso ainda não tenham not...

Feijoada de Frango

"Only divine order here."...

É tudo farinha do mesmo s...

Walk-n-Tone

Oráculo Chinês

Honestamente

Súplica

Um dia

Vôos passados:

Dezembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Catálogo de vôos

todas as tags

Pesquisa:

 

Altos vôos:

SER FELIZ... APESAR DE TU...

O CULTIVO DAS ROSAS

Eternamente

Carta à minha tia Bió

Carta para a minha Mina K...

O POETA E O GATO

És isto.. E muito mais!

À «Joanina» dos Açores

Oh minhas meninas, Helloo...

Para onde vôo:

Madrinha de vôo:

Azoriana Blog
Azoriana Blog

Carta de vôos:

Vôos contados:

inteliture.com
search engine optimization
Creative Commons License
O Blog da Joanina está licenciado sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO