Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011

Uma História de Ano Novo ou O Misterioso Caso do Cano Entupido

Pelo seu conteúdo esta história não é aconselhável a maridos, canalizadores e ambientalistas. E muito menos aconselhável será a maridos que em simultâneo acumulem funções de canalizadores e ambientalistas.

 

Novembro, 25, 2010 - Dia de Acção de Graças nos States (ou Dia do Perú).

Depois da refeição terminada, encontrei-me a braços e sem saber o que fazer à gordura apurada no assado de perú. Ora eu, geralmente guardo debaixo da pia de lavar a loiça, uma lata onde vou vertendo os desperdícios gordurosos, e depois o Husband, supostamente, encarrega-se de levar a dita cuja para o lixo. Mas a verdade é que o Husband não leva muito a peito esta tarefa, e a lata rançosa na maior parte das vezes e por tempo infinito, acaba é irremediavelmente debaixo dos meus pés, o que para falar com franqueza me incomoda um bocado, pois eu acho-a uma lata nojenta. Por essa razão, um dia passei-me, dei descaminho a lata e não a substitui por outra, acto do qual logo me arrependi quando fiquei sem saber o que fazer para me livrar da gordura da dita avezinha. O Husband, assim que se apercebeu da minha indecisão e da ausência da lata, veio logo dar o seu bitaite: nem penses em deitar isso pelo cano abaixo, pois é entupidela na certa!... Pois... Já se está mesmo a ver que ele nunca devia ter dito tal coisa porque o facto é que eu tenho este meu espírito rebelde que as vezes me é muito dificil controlar... E mal ele ainda não tinha virado as costas, já estava eu a dizer bye-bye aos restos mortais do pinto que nos tinha servido de repasto. Assim, sem mais nem menos! Num ápice e num acto de rebelião, verti tudo pelo cano abaixo, à mistura com muita água quente, sabão da loiça concentrado, e risos de triunfo à socapa. 

 

Dezembro, 31, 2010 - Noite de Passagem de Ano

Entendeu por bem e por misericórdia, Deus mandar-me o castigo, já estava eu a terminar os preparativos para o jantar do Final do Ano. A água corria da torneira enquanto eu lavava as últimas pecinhas de loiça e passava um esfregão nas amaçarias. Vai o Husband à garagem e de lá grita: fecha a torneira, fecha a torneira, que a água está a sair pelo cano da máquina de lavar roupa (isto tudo em amaricano, é claro!). Fecho a torneira e apresso-me para ver o estrago... Nem vos conto os pormenores, pois não vale a pena, era muita água misturada com desperdícios não identificados, e tudo isto cobria o chão da garagem. Ainda tentamos desentupir os canos mas sem sucesso. Varremos como podemos a água e afins para a rua, fechamos a porta, e tentamos encarar a coisa pelo lado positivo. Nessa noite, não lavamos a loiça depois do jantar, e não ficamos com problemas de consciência.

 

Janeiro, 1, 2011 - Primeiro Dia do Ano

Telefonámos a pedir ajuda ao marido de uma amiga, pois ele é mais ou menos um faz-de-tudo. Ele prontificou-se logo e apresentou-se na nossa casa equipado com as suas ferramentas... Uma snake, que ele vai desenrolando e metendo pelo cano adentro até encontrar a obstrução. Eu sei que isto lido assim pode ter várias conotações, mas a verdade é que foi assim mesmo que ele me explicou que se fazia, e se bem o explicou, melhor o fez! O Husband ficou a dar-lhe assistência no desenrolar da snake e eu fui à minha vida... Dali a um bocado voltei para me pôr a par do ponto da situação e qual não é o meu espanto quando ouço o dono da snake dizer:  já encontrei uma obstrução no cano, mas é assim como que uma coisa mole e viscosa que não consigo tirar pois a snake passa pelo meio. Eles, os meus canalizadores de ocasião, estavam muito intrigados com a "coisa mole e viscosa", mas eu cá a mim fez-se-me logo luz... Ora agora deixem lá ver que isto não e senão a estupora  da gordura do perú que voltou para me assombrar??!!!!... Deixei-me ficar calada que nem uma rata!!! Os suores cobriam-me, mas eu não perdendo a compostura fingi-me muito espantada também!!!!!!!!!!...

Ai tal angústia, vôces!!! E agora como é que eu me ia safar desta?!  É que eu conheço bem o Husband que tenho e isto era coisa para ele me tirar o juízo para o resto das nossas vidas em comum. Durante meses, eu tinha a certeza que todas as conversas iriam parar aos restos mortais do perú,  o tal que ele me tinha avisado para não pôr no cano, e que mesmo assim e à falsa fé tinha posto, e depois os canos tinham ficado entupidos, and so on and so on... 

Nisto eu pensei: Maria Joanina, put your act together!!! Há que não entrar em pânico... Mesmo que o outro, e com a sua snake mágica, te tire do cano um perú inteiro com penas e tudo, tu vais fazer como Pedro, negar 3 vezes e dizer que o perú não é teu! E com veemência vais afirmar, que não fazes a mínima ideia como é que ele te foi parar ao cano. Que com toda a certeza ainda é peru da tia que morou na casa antes de ti... aquela badalhoca! (eu sei, eu sei que é feio mentir, mas às vezes, e por causas nobres, há que fazer pela vida)... E pronto, de plano já traçado, com serenidade, aguardei o meu veredicto.

Mas quis Deus, que afinal a coisa não correu mal para os meus lados, pois parece que o perú saiu do cano já muito deteriorado, à mistura com alguma gadelha e outras coisas não identificadas. E isto tudo conjugado, fez com que os meus canalizadores, que diga-se em abono da verdade também não eram do mais especializado, não se apercebessem da gravidade da situação, nem de quem seria a principal culpada no misterioso caso do cano entupido. Tudo está bem, quando acaba bem.

Mas no entretanto, pelo sim pelo não, eu já pus outra vez uma latinha rançosa debaixo da pia de lavar a loiça...

 

Moral da História: Neste ano de 2011 eu prometo tentar controlar melhor o meu espírito de rebelião, ter melhores comportamentos ambientais, e não deitar gorduras pelo cano!

 

Hoje sinto-me: FELIZ ANO NOVO!!!
Catálogo de vôos: , , , ,
Palavra de Joanina às 00:34

link do post | bote palavra | favorito
|
4 comentários:
De Iznarda a 18 de Janeiro de 2011 às 14:56
Ai Miguinha, hoje fez-se luz e lembrei-me de visitar o teu blog, onde já há algum tempo que não vinha, porque não estavas muito assidua.
E olha,já me ri com a história do cano, porque o teu husband tem realmte o condão de suscitar em nós uma certa rebelião, com os seus plans e afins, mas também é verdade que ele tem sempre razão, lolll.
Beijinhos, Izn
De Joanina a 5 de Fevereiro de 2011 às 00:40
Pois, mas agora de vez em quando vou publicando umas coisitas... Deu-me uma nostalgia do Bloguezi...
Quanto ao Husband , e sempre a mesma coisa... Ainda esta por explicar porque e que acabamos sempre por ir contra ele... E por nos arrependermos depois!!!
Bj da Jo
De Maria a 1 de Fevereiro de 2011 às 22:33
LOOOLLL ai o que me ri com os restos mortais do perú !!!
De Joanina a 5 de Fevereiro de 2011 às 00:42
Eu também ainda me da vontade de rir quando penso... (ai se o Husband sonha)!!!

Comentar post

Joanina (sem agá), sou eu!

Carimbo de vôo:

O Blog da Joanina
Selo

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)

Horas de vôo:

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Vôos recentes:

Caso ainda não tenham not...

Caso ainda não tenham not...

Feijoada de Frango

"Only divine order here."...

É tudo farinha do mesmo s...

Walk-n-Tone

Oráculo Chinês

Honestamente

Súplica

Um dia

Vôos passados:

Dezembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Catálogo de vôos

todas as tags

Pesquisa:

 

Altos vôos:

SER FELIZ... APESAR DE TU...

O CULTIVO DAS ROSAS

Eternamente

Carta à minha tia Bió

Carta para a minha Mina K...

O POETA E O GATO

És isto.. E muito mais!

À «Joanina» dos Açores

Oh minhas meninas, Helloo...

Para onde vôo:

Madrinha de vôo:

Azoriana Blog
Azoriana Blog

Carta de vôos:

Vôos contados:

inteliture.com
search engine optimization
Creative Commons License
O Blog da Joanina está licenciado sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO