Segunda-feira, 16 de Março de 2009

Afinal sempre é verdade... Eles "andem" aqui!!

Desde que há pouco mais de um ano eu me mudei para esta cidadezinha na costa central da Califórnia, que sei, porque é o que todos os naturais daqui me dizem quando menciono o facto de ser Portuguesa, que ele é suposto haverem muitos portugueses em Lompoc!!!... Toda a gente me diz que até há uma Associação de Portugueses que organiza entre outros eventos, uma parada Portuguesa por altura do Festival da Flor, que é a festa maior cá do sítio!... Mas a verdade é que até à data eu ainda nunca tinha visto sinal de vida dessa tal suposta "comunidade portuguesa" de Lompoc!... E digo tinha visto, porque no último Sábado, por um mero acaso do destino se me deparou algo que me levou a descobrir e confirmar o que já há algum tempo eu vinha ouvindo.

Andávamos eu e o Husband a passear calmamente, na nossa não menos calma cidadezinha, quando vimos exposto numa vitrine de um estabelecimento comercial um pequenito cartaz que ostentava a bandeira Portuguesa!! Ficamos curiosos e fomos ver do que se tratava... Podemos ler então, que aquela mesma hora estava tendo lugar um almoço para angariação de fundos, almoço esse que era nem mais nem menos do que organizado pelo tão famoso Grupo dos Descendentes de Portugueses de Lompoc!! Eu, claro está, aprontei-me logo para ir, e o Husband não teve outro remédio senão seguir-me as passadas... Fomos mesmo a pé, que isto aqui e tudo pertinho ( e que não fosse!!). Assim, logo ao virar da esquina, eu comecei a ver a indicar o caminho, grupos de balõezinhos com as cores da nosso bandeira... E o meu coração começou logo a tremelicar!

Chegamos lá num pulo, e a cena que se nos deparou foi mais ou menos um pacato mas acolhedor convívio... Da Terceira Idade!!!... E nada, nem um sinal sequer que me indicasse que finalmente eu estava junto dos "meus"!... Eu e o Husband não perdemos a compostura e compramos as senhas que nos davam direito ao almoço que constava de sandes de linguiça e de baked beans! Eu cá para mim pensei: Bom, pelo menos sandes de linguiça já é um sinal... Mas claro está que não me aguentei mais, dei a minha senha para as mãos do Husband para que ele se desenrascasse com as comidas, e dirijindo-me à para a primeira senhora que estava ali à mão disse: (em inglês, pois era a língua que ecoava na sala!): Eu sou portuguesa... Dos Açores... E já ando há tanto tempo à vossa procura!... Já ouvi falar tanto dos Portugueses Açorianos de Lompoc... E eu estou aqui é para vos conhecer, é para falar convosco!... Disse tudo isto de enfiada... E depois comecei a ficar emocionda... E a senhora também!... E abraçamo-nos as duas, num abraço fraterno e apertado, de como quem por fim chega, e abraça, à terra amada!...

Já recompostas as duas, ela disse-me: Queres conhecer portugueses? Então vieste ao sítio certo!... E levando-me pela sala, começou a apresentar-me às pessoas: um que era do Pico,  e outro do Faial, e mais duas que eram de S. Jorge... Um casal das Lajes da nossa Terceira, e mais umas da Terceira mas que não sabiam dizer concretamente de que parte da ilha... Sim!, porque o mais interessante disto tudo, é que estas pessoas, tem todas para cima de 60 anos de idade, e são Portugueses dos Açores, sim, mas de segunda geração!! Todos eles, sem excepção, são nascidos nos Estados Unidos!! Muitos deles nunca foram aos Açores, e os que foram, há muito que lá não vão!!... A maior parte não fala português... Nem percebe! Uns nunca falaram, outros esqueceram o pouco que ouviram os pais, esses sim nascidos nos Açores, falar em casa. Todos eles tem filhos e netos, que são Americanos, e que estão perfeitamente integrados na sociedade do país em que vivem... Mas aqui, nesta cidadezinha (e tanto quanto sei, noutras cidadezinhas das redondezas também) no coração da América do Norte, há este grupo de "resistentes", que apesar de tudo ainda sentem a voz do sangue que lhes corre nas veias falar mais alto, e em honra disso se reúnem para enquanto puderem não deixarem morrer as raízes que os unem e que os prendem à terra de seus pais, de seus avós!... Admirável e ao mesmo tempo comovente, não é?... 

Bom o facto é que tudo isto foi para mim uma experiência muito gratificante e agradável... E penso que também para eles!... Mas o tempo era curto, e não deu para o tanto que tinhamos para falar... E a vontade de ficarmos e de estarmos juntos não pode ser saciada apenas numa hora de um encontro que o acaso assim nos quis proporcionar... Fui então por eles convidada para participar no jantar mensal da Associação, que se realiza todas as terceiras Terças-feiras de cada mês...  Se olharem para o calendário, vão verificar que o dito jantar para o qual estou convidada, é já amanhã!!...  E aí é que reside um pequenito problema...  O jantar é daqueles onde toda a gente contribui com algo... Claro que quando eu perguntei o que deveria levar, a resposta foi logo que não queriam que levasse nada, pois eu era a convidada... Mas o facto é que mesmo assim, eu gostava de contriubuir com algo, e com algo que tivesse o gostinho e o cheirinho da comida da nossas terras Portuguesas!... Sondei o que era costume levarem, e o que apurei é que sobremesas e saladas, são geralmente o que mais abunda, pelo que o que me parece mais lógico é que a minha contribuição não se enquadre em nenhuma dessas categorias. Mas como estou um bocadinho confusa e indecisa sobre o que hei-de levar, vou abrir este espaço para que me dêm sugestões e ideias... Só que por favor não se esqueçam que existem alguns pontos que, se calhar, são importantes termos em conta:

1º - Não posso levar "alcatras" pois não tenho alguidar aqui, e não posso fazer nenhum prato que leve bacalhau, pois o meu stock do mesmo está neste momento, esgotado.

2º -  Para todos os efeitos estas pessoas são americanas, e como tal não estão habituadas à nossa culinária portuguesa... Tem de ser algo de sabor português sim, mas subtil e um pouco como que universal (não sei se me faço perceber).

4 - Devido a idade média do grupo, (para aí 75 anos) deduzo que grande parte deles já use a sua protesezinha dentária, por isso nada de "ossos duros" de roer, que é para não corrermos riscos desnecessários...

5 - Não esquecer que isto é um jantar, e que estas pessoas, devido ao avançado da idade talvez possam sofrer de alguns "pubremazitos" de digestão... Portanto impera que seja algo para o levezinho... É que eu acho que não vai abonar muito a meu favor se ficar conhecida por estas bandas como "a que acabou de uma só vez com o que restava dos Portugueses de Lompoc"!!

 

Não é ser exigente, mas estas são mesmo as "condições de trabalho" que eu tenho... Se dentro destes contigentes todos, houver alguém que se aventure a ajudar-me e a dar-me uma sugestão, eu prometo que lhe ficarei eterna e encarecidamente grata.

Jo

 

Hoje sinto-me: Confusa, indecisa e Portuguesa
Catálogo de vôos: , , , , ,
Palavra de Joanina às 01:40

link do post | bote palavra | favorito
|
25 comentários:
De covadaserreta a 16 de Março de 2009 às 05:05
parabens que ja encontrou os portugueses de lompoc eu tambem tinha um primo ai mas nunca o conheci ele nasceu em RI mas ja faleceu alguns anos agora deveria ter perto de 90 anos a mae ja era narcida na USA e o pai era da serreta, ha um ditado que diz que os portugueses tem Portugal como berco e o resto do mundo de sepultura
e parece verdade que de vez em quando ouve-se de mais um lugar que tem portugueses,quando estava a ler a sua historia veio-me logo a ideia a alcatra quando continue a ler diz que nao tem alguidar mas isso nao e grande problema que talvez essas pessoas nunca comeram uma alcatra bem terceirence e mesmo que seja numa assadeira eles vao comer ate limber os dedos,outra coisa que eu gosto muito e o caldo verde e dizem ser muito saudavel para o nosso organismo digestivo mas talvez nao e tao jeitoso para (potluck)agora nao tenho outra ideia.
Boa sorte m. genuina
De Joanina a 17 de Março de 2009 às 05:28
Amiga Genuína,
Estas pessoas são todas mais ou menos para a idade do seu primo. Talvez um pouco mais novas, mas olhe que não muito!
Obrigada pelas suas sugestões! Olhe que a Alcatra na assadeira não esta mal pensado, não senhora!!
E a matança do porco que houve ai por esses lados no passado Domingo, correu bem? Restou algum torresminho ? ;)
Bj da Jo
De Maria a 16 de Março de 2009 às 09:13
Oh D. Joanina, o que eu fiquei emocionada com o seu post, e o que eu me fartei de rir no fim... começo bem a minha semana :) Realmente tem um problema em mãos, a nossa comida tradicional é assim um pouco" eleborada" demais para pessoas idosas. Mas sugiro este espaço aqui: http://www.gastronomias.com/. Talvez de lá tire algumas ideias mais "leves" para levar.
Gosto muito de vir aqui ao seu bloguezi.
E como o meu sonho é viver nos eua ( é só um sonho... ) pelo menos aqui, vou vivedo esse sonho através de si.
Maria
De Joanina a 17 de Março de 2009 às 05:36
Cara Maria,
Primeiro que tudo quero dar-lhe as boas vindas aqui ao Bloguezi , e pedir-lhe que me trate só por Joanina! Fico feliz por saber que gosta do meu blog, pois são opiniões como a sua que me fazem ter vontade de fazer sempre mais e melhor.
Conheço o site das Gastronomias, e já lá fui dar uma olhada... E um facto que lá tenho muito por onde escolher. Já tenho uma ideia, mas ainda não esta bem definida. Muito obrigada pela sua participação. Continue a comentar e a dar a sua opinião, pois um prazer te-la como leitora do Bloguezi !
E quem sabe um dia ainda o seu sonho de vir aos E.U.A se realiza... Olhe eu nunca pensei que um dia havia de cá vir parar!
Bj da Jo
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 16 de Março de 2009 às 10:34
ai amiga...ele há cada uma, bem mas serviu para te distraires um pouco...

beijito meu e bom início de semana
De Joanina a 17 de Março de 2009 às 05:38
E espero ainda me distrair mais... E um grupo de pessoas amorosas e com muito para contar!
Boa semana para ti também!
Bj da Jo
De Azoriana a 16 de Março de 2009 às 12:12
Só se fosse assim um bolinho com uma pombinha a simbolizar o Espírito Santo. Folares não tens, amêndoas são duras... alfenim mais duro é... Agora que fazes uns bolos lindos lá isso fazes. A decoração é que diz tudo.

Beijinhos
De Joanina a 17 de Março de 2009 às 05:40
Não esta mal pensado, amiga, mas ia-me da poderes de trabalho e agora já não tenho tempo... Mas e uma boa ideia para a próxima, se voltar a ser convidada! Obrigada!
Bj da Jo
De Girassol a 16 de Março de 2009 às 13:34
Olá mana Jo,

Atendendo à idade e aos restantes problemas que é suposto terem a minha sugestão é que faças uma boa canja de galhinha(não te esqueças de retirar todos os ossos) que certamente será bem apreciada!?!?
Não sei se te ajuda esta minha sugestão, mas querida Jo essa tua tarefa não é nada fácil, oxalá corra tudo bem.
Fico à espera de notícias desse jantar que certamente será tema para muitos post nos tempos mais próximos!!!!

Beijos da mana que gosta muito de ti
De Joanina a 17 de Março de 2009 às 05:43
Mana Girassol,
Uma canjinha ate era bastante apropriado, só que não sei se eles servem sopa... Tenho de investigar, e se for viável, para a próxima e uma boa ideia!! Uma canjinha a Portuguesa! ;) Obrigada pela ajuda!
Bj da tua Jo
De Miga Edu a 16 de Março de 2009 às 14:41
Olá Miguita, lembrei-me de mais algumas sugestões:
- Arroz de Pato
- Favas guisadas
- Feijoada(que tu fazes tão bem)
- Bifinhos de cebolada

Beijinhos

De Joanina a 17 de Março de 2009 às 05:45
Tudo boas ideias, Miga!! Thanks!
Bj da Jo
De Moira a 16 de Março de 2009 às 15:00
Olá Jo,
Que tal um pão de ló?
É fofinho, é fácil e costuma sair sempre bem :) e acompanha bem com cházinho, ou melhor uma infusão de camomila que o chá tem teína e o café nem pensar.
Já agora não ponhas sal nas claras por causa dos hipertensos, não estou a brincar, esou a falar a sério, que desde que a minha sogra esteve doente tenho tido cuidado com esses pormenores.
Beijocas
Moira
De Joanina a 17 de Março de 2009 às 05:49
Querida Moira,
O Pão de Lho realmente assentava naquele grupo, que nem uma luva, mas como eles me disseram que tem sempre muitas sobremesas eu estava a pensar talvez em levar outra coisa...
Quanto ao sal, tenho sempre muito cuidado, pois o Husband e hipertenso. Aqui em casa cozinho quase tudo sem sal, e depois tenho e o problema de já não conseguir temperar de jeito quando tenho de cozinhar para mais gente.
Obrigada pela tua sugestão Talvez para a próxima , pois e uma óptima ideia!
Bj da Jo
De AnaT a 16 de Março de 2009 às 15:03
Assim com essas "restrições" todas, e tirando a bela da Sopa que fazes, mas que não sei se será prática... podes ver se descobres algo por aqui http://mimosdafilipinha.blogspot.com (que é um blog de uma amiga minha) ...
De Joanina a 17 de Março de 2009 às 05:52
Pois, eu acho que sopa não deve ser muito pratica... Como vês a minha tarefa não e nada facil... Mas vou dar uma olhada no blog da tua amiga (adoro blogs de culinária ) e pode ser que venha de lá mais iluminada! Thanks, AnaT!
Bj da Jo
De propagandaearte a 16 de Março de 2009 às 16:25
Oi, Jo!
Eu estou aqui imaginando a alegria e a emoção que sentiu ao, finalmente, encontrar "alguns dos seus" num ambiente "especial" mesmo sendo o inglês o idioma predominante quando estava lá. Deve ter sido uma emoção e tanto e vou ficar aguardando notícias sobre o jantar. Quanto às sugestões, quem sou eu para dizer, melhor que você, o que preparar da ótima culinária portuguesa para esses "queridos vovôs" da sua terra natal.
Eu percebi na hora o que sentiu.
Quando moramos fora do Rio de Janeiro, eu e Erika sentimos muito a hostilidade (e olhe que você não sofre isso e está perfeitamente ambientada aí!) do povo de um estado muito próximo daqui (apenas 500 quilometros de distância, ou seja, muito, muito perto; apenas cinco horas de viagem de carro) chamado Minas Gerais. Nos mudamos para lá na ocasião em que estavam acontecendo "arrastões" nas praias daqui e estava impraticável viver em segurança . Agora ainda não está cem por cento, mas melhorou bastante, comparantivamente a esse tempo.
Nunca pensei tanto no Rio como na época em que moramos em Minas Gerais. Era uma cidadezinha do interior, muito bonita, agradável mesmo, mas, ô povinho preconceituoso! Sofremos o diabo. Preconceito por tudo. Tive de cortar o rabo de cavalo que usava, a diferença de idade entre mim e Erika (22 anos) era motivo de incômodo para eles, os homens andavam sempre dois ou três metros à frente das mulheres, os homens não viam novelas porque era coisa de homossexual, mulheres não tinham e nem podiam ter opinião (só faltava usarem burca), nós (os cariocas) éramos considerados trapaceiros da pior espécie e por aí vai. Foram os três anos mais longos das nossas vidas e quando retornamos "à civilização" demos graças por isso.
Por estes motivos sei bem como se sente.
Aproveite, portanto, o jantar e essa oportunidade magnífica de ter um convívio com os seus.
Um beijo grande do Marco.
;o)
De Joanina a 17 de Março de 2009 às 06:03
Olá Marco!
Foi realmente uma enorme emoção encontrar, e poder estar e conversar com estas pessoas que para todos os efeitos são Portugueses e tem orgulho em o ser! Como deve calcular, estou ansiosa por poder estar com eles de novo no jantar de amanha!
Obrigada por partilhar comigo a sua historia e da Erika ... E por ser sempre tão carinhoso e solidário comigo e com os meus sentimentos.
Embora em morra de saudades da minha terra, e pelos vistos você e a Erika, sabem bem avaliar o que isso e, pelo menos aqui na Califórnia não sinto qualquer espécie de preconceito em relação ao facto de ser uma outsider . Aqui as pessoas são muito tolerantes com isso e convivem em paz com a diferença, seja ela qual for. Nesse aspecto tenho de admitir que são realmente admiráveis. Mas durante algum tempo, vivi num outro estado do States, um estado mais a norte, muito isolado e com gente de mentes muito fechadas e preconceituosas ... Foi terrível ! Acho que um dos piores tempos da minha vida!! Ate isso nos temos em comum, meu caro amigo! E uma experiencia que pela negativa não e fácil de esquecer!!
Obrigada pelas suas palavras!
Bj da Jo para si e para a Erika
De propagandaearte a 18 de Março de 2009 às 15:27
É, Jo. Não é fácil, não. Ainda bem que está tudo ok agora no local onde você e o husband estão, não é?
Um beijo.
Marco.
De xana a 16 de Março de 2009 às 16:26
amiga só tu para te preocupares com os dentinhos postiços dos velhinhos da america mesmo só tu por isso É que tanto adoro o teu BLOG tem o poder de me fazer rir e chorar bja terceirences para uma GRANDE terceirence ,xana
De Joanina a 17 de Março de 2009 às 06:05
Oh amiga Xana, e eu adoro que adores o meu blog, porque eu te adoro a ti também!!
Bj grande da Jo

Comentar post

Joanina (sem agá), sou eu!

Carimbo de vôo:

O Blog da Joanina
Selo

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)

Horas de vôo:

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Vôos recentes:

Caso ainda não tenham not...

Caso ainda não tenham not...

Feijoada de Frango

"Only divine order here."...

É tudo farinha do mesmo s...

Walk-n-Tone

Oráculo Chinês

Honestamente

Súplica

Um dia

Vôos passados:

Dezembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Catálogo de vôos

todas as tags

Pesquisa:

 

Altos vôos:

SER FELIZ... APESAR DE TU...

O CULTIVO DAS ROSAS

Eternamente

Carta à minha tia Bió

Carta para a minha Mina K...

O POETA E O GATO

És isto.. E muito mais!

À «Joanina» dos Açores

Oh minhas meninas, Helloo...

Para onde vôo:

Madrinha de vôo:

Azoriana Blog
Azoriana Blog

Carta de vôos:

Vôos contados:

inteliture.com
search engine optimization
Creative Commons License
O Blog da Joanina está licenciado sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO