Sexta-feira, 13 de Março de 2009

Ser forte

Este ser forte a que me refiro, pouco ou nada tem a ver com a chamada força física, força moral ou com qualquer outro tipo de força, mas é que, a respeito do dois posts aqui abaixo publicados (este e este), que não passaram os dois de uma brincadeira, e que a sustentá-los só têm o facto de eu estar na realidade mais gorda, veio-me à ideia um tempo em que não haviam pessoas gordas! Haviam isso sim, pessoas fortes!...

Esse foi um tempo, não muito longínquo, em que ninguém chamava gordo ou gorda a ninguém... Um tempo em que ninguém dizia de si próprio ser, ou achar-se, gordo ou gorda! Eu cresci nesse tempo... O tempo em que nós, os gordos de hoje, éramos todos, só e muito simplesmente, pessoas fortes!! Lembro-me bastante bem que nessa altura, a altura em que eu me criei, a palavra gordo ou gorda, era uma palavra com um sentido pejorativo... Não era de bom tom, não era um sinal de boa educação, dizer-se que fulano(a), era gordo(a), e se por acaso em alguma situação o fazíamos, era porque a nossa intenção era mesmo a de mostrar por alguém, o nosso pouco apreço .

Eu hoje dei comigo a pensar nisto e cheguei a conclusão de que tenho saudades desse tempo... Desse tempo em que pude crescer ouvindo toda a gente à minha volta dizer que eu era "uma crianca forte"... Os meus pais diziam com orgulho que já em bebé eu era forte. Que tinha nascido com quase 5 kilos, sendo portanto, e já à nascença, uma menina muuuuuito forte!!!... Se alguém por acaso, outra criança na escola ou na rua, se atrevesse a chamar-me gorda, e eu chegasse a casa cabisbaixa e contasse à minha mãe o sucedido, ela logo  muito pronta e categoricamente me respondia: Agora cá!! Tu não és nada gorda!!! És é forte!!... E eu acreditava, porque as mães nunca mentem!... E assim seguia feliz a minha vida, em paz com aquela condição de ser uma criança forte!

E a verdade é que o saber-me forte, ou por assim dizer com peso a mais, nunca me incomodou na minha infância!! Pelo contrário, eu achava que o ser assim, até me dava um certo poder...  Fazia-me sentir uma figura imponente no meio das outras crianças!! O facto é que eu era forte, e não me envergonhava de o ser!... E, se reparamos bem, a minha atitude até faz todo o sentido! Senão vejamos... A palavra forte, não acarreta consigo nenhuma carga negativa, e só por si não traz outro peso  que não seja o que ela afinal tem na realidade... O peso de se ser forte!... E ser-se forte é uma coisa boa!...

Mas o que eu não sei bem precisar é o momento da minha vida em que eu me  apercebi que tinha deixado de ser forte, e em que passei a ser gorda!... É verdade! Um dia eu acho que acordei, e percebi que as coisas tinham mudado. O que até ali tinha sido uma coisa normal, passou para mim a ser um incómodo, um fardo, e posteriormente, um motivo de muitas lutas interiores, de sentimentos de rejeição e de culpa, que muitas vezes me deixaram deprimida e esgotada!!... Eu já não me sentia, já ninguém me fazia sentir, eu já não era forte... Eu era GORDA!... A certo ponto esta palavra banalizou-se de tal forma, e quase como que de um momento para o outro nas cabeças das pessoas começaram a surgir os estereótipos.. O mundo então dividiu-se em duas equipas!!... A equipa dos magros, ou por assim dizer, a dos que encaixam numa sociedade que se quer bela e perfeita... E a dos gordos, ou por assim dizer, a dos que são quase sempre como que deixados à margem.

E a coisa nestes últimos anos atingiu tais proporções que agora basta termos 5 kilos a mais para já nos chamarem gordos(as)... E mais grave ainda!, para que nós digamos de nós próprios, que somos, que estamos gordos(as) mostrando com isso que estamos a perder a nossa auto-estima!... E sem nos apercebermos desta forma vamos deitando abaixo, e a pouco e pouco, a auto-estima colectiva de um grupo de pessoas que teve a infelicidade de nascer num tempo em que a forma como nos apresentamos, e o quanto pesamos, parece que é o que mais conta para que sejamos avaliados, desejados, e/ou reconhecidos!

Não quer dizer com isto que eu concorde que as pessoas sejam obesas e que se deixem engordar por não terem os cuidados necessários para manterem um estilo de vida e uma alimentação que se querem, e devem ser, saudáveis! Eu sou a favor do combate à obesidade, que já está provado ser um dos maiores flagelos do tempo em que vivemos!... Mas também não posso deixar de defender que todos os indivíduos devem ser tidos e tratados como iguais, e de considerar que é injusto que alguém seja avaliado, e/ou preterido, pela simples forma de como o seu corpo físico, aos olhos dos outros, se apresenta.

E embora hoje felizmente eu já tenha deitado para trás das costas a grande parte do mal estar que numa fase da minha vida me causou o facto de ter algum peso a mais, repito, que  pessoalmente, continuo a ter saudades, muitas saudades, daquele tempo em que não haviam pessoas gordas, mas sim, e só, pessoas fortes!!!... Porque esse foi um tempo em que nos respeitámos e aceitámos mais... E porque sem dúvida, nesse tempo, fomos todos muito, mas muito mais felizes.

Jo

 

A todas as pessoas que como eu, são pessoas fo'tes.

Hoje sinto-me: Forte
Palavra de Joanina às 03:59

link do post | bote palavra | favorito
|
12 comentários:
De Tudo SobreTudo a 13 de Março de 2009 às 09:30
Oá bom dia! Gostei imenso deste texto.. por abordares um tema para muitos delicado!
Vivemos numa época em que, infelismente, a imagem vale por todas as qualidades e já não se dá crédito a quem não é o tipico normal!
Mas a nossa beleza passa pela força interior!
Beijos e um excelente fim de semana.
TST
De Joanina a 13 de Março de 2009 às 16:10
Ola TST!
E pena realmente que as coisas tenham evoluído nesse sentido e que nos nossos dias a aparência física tenha tal peso e importância na forma como as pessoas se relacionam... Mas eu acredito também que felizmente ainda existem pessoas lúcidas, que continuam a achar que a beleza vem de outras partes de nos, que não exclusivamente a física! E tenho tambem a esperanca que aos poucos as coisas mudem...
Bom fim de semana.
Bj da Jo
De Azoriana a 13 de Março de 2009 às 11:19
Este teu desabafo devia ser emoldurado e publicado em todos os jornais e pendurado em todos os estabelecimentos. A sociedade está a precisar de uma reforma tal que só se a gente nascer de novo.
Também sou a favor do combate à obesidade mas, no meu caso, só se vivesse numa redoma e sob o tratamento constante de algum técnico (24 horas por dia).
Há casos de obesidade mórbida que não tem possibilidades de se tratar ou que por muito que façam não conseguem reverter a situação. Valerá a pena massacrar essas pessoas? Viva-se a vida com bom senso. Não se maltrate ninguém ou se olhe com olhar acusador. Há magros que dariam tudo para serem fortes e há gordos que dariam tudo para serem magros. Fiquemos no meio termo.

Adorei ler o teu artigo. Oxalá alguém o divulgue por papel para chegar aos lares que não tem acesso a este mundo tecnológico.

Que haja respeito pela físico de cada pessoa e não se "atirem pedras" porque um magro pode vir a sofrer algo que o faça ser gordo e um gordo pode, se quiser, ser magro. O que interessa é não se viver uma obsessão traumatizante.

Na minha família sempre vi gente forte e gorda e acabaram indo num caixão quase pele e osso. Antes vê-los gordos e fortes do que mirrados e sem nunca mais os ver sorrir...

Beijinhos e tudo de bom para ti e família
De Joanina a 13 de Março de 2009 às 16:23
E verdade, amiga, foi mesmo um desabafo... Acho que um desabafo de anos!... E tu, que és uma pessoa fo'te como eu, percebes bem o que eu quis dizer, não e?...
Dizes muito bem, quando referes que para tudo tem de haver bom senso, e infelizmente parece que estamos a chegar a um ponto em que ele começa a desaparecer! Esta obsessão pelo físico que se vive nos nossos tempos acho que esta a ultrapassar todos os limites, e penso que trará graves consequencias para a geração futura... Não sei o que ira ser pior... Se a obesidade em si, se a depressão em massa que se vai viver, por cada vez mais aumentarem os casos de pessoas com baixas auto-estimas!
Tenho esperança que isto de uma reviravolta, e que se comece a recuperar de ncvov o respeito que cada pessoas deve ter por si, e pelos outros. Há que aceitar as pessoas tal como elas são, e a nossa sociedade em vez de agir assim, esta e a tornar-se numa sociedade que segrega, que não e tolerante, e que e fútil ! E triste...
Mas olha, nos estamos só "desbrucadas de jinela " a ver a banda passar... Que cá eu e mais tu, e mais minha irmã, e umas outras tantas, somos fo'tes , e verdade, mas também somos muito lindas e felizes, não e? ;)
Bom fim de semana.
Bj grande da Jo para todos
De Ju a 13 de Março de 2009 às 14:16
Olá Ju !!

Espero que algum desse tempo volte...
Um tempo onde haja respeito e não andemos a apontar o dedo a torto e a direito a tentar descobrir algo com o que implicar!!

Perecbo perfeitamente...já tive mais 15kg que tenho agora...e muito ouvi.....e ainda me lembro....hoje sou magra e oiço comentários por estar magra demais...há de existir sempre algo para criticar não é??
Um abraço forte!! and a nice weekend!!

YES WE CAN!! YES WEEKEND!!

Beijinhos Ju!!
De Joanina a 13 de Março de 2009 às 16:32
Olha Ju, também tens toda a razão!! As vezes o que querem mesmo e só criticar e deitar abaixo!!!
Eu, em tempos que já lá vão felizmente, quando me dava aquelas veias em que ficava magra que nem uma cão de caça porque praticamente deixava de comer, o que acontecia e que, as mesmas pessoas que passavam a vida a fazer-me sentir que eu estava gorda, depois eram as primeiras a dizer: Estas magra demais! Não te fica nada bem!
Isto as vezes e "preso por ter cão, e preso por não ter cão" e por isso mesmo o melhor e trabalharmos na nossa auto-estima, e tornarmos-nos suficientemente fortes para sermos imunes a esta "ataques" que vem do exterior! Felizmente que eu acordei a tempo e foi o que fiz...
YES WE CAN! YESSSSSSS WEEKEND!!
Bj da Jo
De covadaserreta a 14 de Março de 2009 às 06:06
ola forte Terceirence
gostei muito de ler o teu artigo eu tambem sou desse tempo que recordo com muitas saudades,eu so penso no peso que esta a mais porque nao e bom para a saude
VIVA a molher forte e bonita, e este fim de semana temos que esquecer a dieta que amanha dia 14 temos a matansa no salao de Artesia fica convidada se quizer comer torresmos morsela e enhames
um abraco e muita saude
m. genuina
De Joanina a 15 de Março de 2009 às 00:10
Cara Genuína,
E um prazer tê-la de volta aqui ao Blobuezi!! De vez em quando eu penso em si, pois afinal somos duas Terceirenses que vivemos "tão pertinho" e ainda nao nos conhecemos! Para a matança que e já amanha não me vai ser possível estar presente, mas qualquer dia temos de combinar um encontro! A serio!
Quanto a questão do peso, pois e verdade, agora só me preocupa mais por causa da saúde. Quando ao resto e deixar andar, pois afinal quanto e que não vale uma mulher da Terceira, perfeita e forte (como a gente), não e? :)))
Vá dando noticias!
Bj da Jo
De poetaporkedeusker a 14 de Março de 2009 às 13:19
Minha linda Jo, és mesmo linda e FORTE! Qual gorda, qual quê!!!? Olha, eu emagreci muito nestas últimas semanas e a r`upita está toda larga, mas também estou mais fraquita...
Tens um prémio e um desafio poético no http://premiosemedalhas.blogs.sapo.pt/
Agora, só para te rires, a D. Isa, ontem, na mesinha do café, encheu-me de trancinhas. Nem queiras saber! Eu andava meia apagadita e acabei por me rir à gargalhada porque toda a gente que passava ficava a olhar para a minha linda figura. Parecia uma "dread" ou uma "hippie"... foi uma risada!
Um grande, grande abraço.
De Joanina a 15 de Março de 2009 às 00:16
Minha Poeta,
Tu és mesmo um amor de pessoa!!! Mesmo sem me conheceres pessoalmente dizes que eu sou linda!! E eu, olha, acredito e fico feliz!! ;))) (tenho de te mandar uma foto minha).
Acabei de publicar um soneto teu aqui no Bloguezi ... Aquele que eu adoro, e que de cada vez que o leio, choro que nem uma Madalena! Toca-me muito fundo aquele soneto...
Fizeste-me rir com a historia das trancinhas!! Gostava de ter visto!!
Vou já ai ver o desafio, e o premio... Espero estar a altura...
Obrigada pelo carinho!
Bj grande da Jo
De xana a 15 de Março de 2009 às 16:55
pois é jo custa muito ser gordo mas custa mais ver na cara dos outros o nojo com que olhao para nós na rua nas lojas parece que somos invisiveis e quando se veem obrigados a nos servir parece que nos tao a fazer um GRANDE favor por isso por vezes já foi um pouco mal educada coisa que nao faz parte do meu ser mas teve de ser.Nos medicos somos chamados doentes morbidos mas se pedimos ajudo so´quando atingirmos o peso de 150kg é muito triste mas é verdade.Tambem apanhei a época de gordura é formosura bem vou terminar com um assunto que me atormenta bastante visto que nos afecta a saude pois penso é nos meus filhos que sao muito pequenos para ficarem sem mae.JO beijos da xana
De Joanina a 16 de Março de 2009 às 03:53
Oh minha querida eu percebo bem a magoa com que tu escreves estas palavras, pois sei bem a que te referes e já o senti na pele bastantes vezes também. Mas olha, os teus filhos não vão perder a mãe linda e extremosa que eles tem! Ainda te vão ter por muitos, muitos, anos para lhes poderes ensinar que o que conta mesmo não e o peso do nosso corpo, mas sim o peso dos nossas acções, dos nossos valores e dos nossos sentimentos!!... E não te esqueças, nos somos fo'tes, mas somos alegres, e somos LINDAS!!! ;)
Bj grande da Jo

Comentar post

Joanina (sem agá), sou eu!

Carimbo de vôo:

O Blog da Joanina
Selo

(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o selo no seu blog)

Horas de vôo:

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Vôos recentes:

Caso ainda não tenham not...

Caso ainda não tenham not...

Feijoada de Frango

"Only divine order here."...

É tudo farinha do mesmo s...

Walk-n-Tone

Oráculo Chinês

Honestamente

Súplica

Um dia

Vôos passados:

Dezembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Catálogo de vôos

todas as tags

Pesquisa:

 

Altos vôos:

SER FELIZ... APESAR DE TU...

O CULTIVO DAS ROSAS

Eternamente

Carta à minha tia Bió

Carta para a minha Mina K...

O POETA E O GATO

És isto.. E muito mais!

À «Joanina» dos Açores

Oh minhas meninas, Helloo...

Para onde vôo:

Madrinha de vôo:

Azoriana Blog
Azoriana Blog

Carta de vôos:

Vôos contados:

inteliture.com
search engine optimization
Creative Commons License
O Blog da Joanina está licenciado sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO